CASO PATRÍCIA ROBERTA: suspeito do crime é transferido para presídio em João Pessoa

Segundo informações do repórter Hyldo Pereira, Jonathan Henrique G. dos Santos, de 23 anos, principal suspeito pelo assassinato da jovem Patrícia Roberta, foi encaminhado à Penitenciária Desembargador Flósculo da Nóbrega, o Presídio do Róger, em João Pessoa. Ele cumpria quarentena, em razão da pandemia da Covid-19, na Central de Polícia.  A transferência foi realizada no último sábado (8). Jonathan passou 14 dias isolado na Central.  O jovem vai responder por feminicídio e ocultação de cadáver.

O CASO

Patrícia Roberta saiu de casa em Caruaru, na sexta-feira (23), com destino a João Pessoa para visitar o amigo Jonathan, que conhecia há mais de 10 anos. Foi deixada trancada no apartamento dele e avisou à mãe sobre esse comportamento estranho do amigo. Após diálogos no domingo, a jovem de 22 anos informou à mãe que Jonathan havia voltado ao apartamento e que os dois iriam viajar para Caruaru. Depois disso, Patrícia foi morta e o corpo encontrado pela Polícia Militar e Corpo de Bombeiros em uma mata por trás do condomínio Geisel Privê.

No dia 27, antes do corpo de Patrícia Roberta ter sido encontrado, Jonathan publicou uma mensagem no Facebook. “Postei que estava sem wpp, não desapareci. Soube esta manhã que Patricia não havia retornado a Caruaru, entrei em contato e conversei com a mãe dela e segundo ela iram acionar a polícia e vir a João Pessoa, me coloquei a disposição para ajudar no que for necessário. Nunca pensei ter que fazer esse tipo de publicação no meu FB, aos amigos reocupados e os demais que estão a me condenar em comentários até então está é a conclusão de tudo.” (sic).

Fonte: Hyldo Pereira

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp