CPI da Covid bate recorde e supera CPI dos Correios em ações no Supremo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — A judicialização das decisões tomadas na CPI da Covid, como quebras de sigilo e convocações para depoimentos, bateu o recorde de todas as comissões instauradas no Congresso.

O Supremo Tribunal Federal recebeu desde o início da investigação ao menos 100 ações contra atos aprovados pelos senadores.

A CPI dos Correios, de 2005, liderava o ranking até então com 74 ações durante a apuração sobre o escândalo na estatal que deu origem ao Mensalão.

A comissão era presidida pelo então petista Delcídio do Amaral e o posto de relator ficou com Osmar Serraglio.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp