Despretensioso e agradável, EP vai esticar fenômeno Juliette – Por Jeff Benício

“Adoro as coisas simples. Elas são o último refúgio de um espírito complexo”, escreveu o dramaturgo irlandês Oscar Wilde. Apostar na simplicidade – e não cair na armadilha de forjar uma revolução artística na tentativa de impressionar ou ‘lacrar’ – é o maior acerto do EP de Juliette.

A campeã do ‘BBB21’ se tornou uma personagem real tão grande que superdimensiona tudo ao seu redor. Esse compacto com 6 faixas ganhou aura de ‘álbum do ano’. Por conta da expectativa exagerada, a chance de dar errado era muito, muito grande. Deu certo.

A Juliette cantora parece ser a mesma garota do reality show. Sua essência está nas letras e melodias. A impressão é de que a ‘sister’ cantarola histórias de sua vida íntima em ritmo de xote eletrônico. Uma conversa de confessionário ao pé do ouvido do ouvinte do EP.

Sagaz, ela não tenta impressionar com potência vocal. Prioriza a interpretação carismática das canções. Mantém-se fiel às raízes e à personalidade que seduziu milhões de telespectadores e a tornou uma das influenciadoras mais poderosas do País.

O destaque do álbum é a pisadinha-pop ‘Diferença Mara’. Juliette canta o romance de dois apaixonados de origem distinta e com distância cultural. Parece trilha de casal de novela, com potencial de virar hit e inspirar trend de dancinha no TikTok.

Depois de 121 dias da vitória no ‘Big 21’, onde esteve sob vigilância do Brasil por 100 dias, Juliette Freire prova ser capaz de ir além da fama instantânea, do culto à celebridade e da superficialidade das redes sociais.

Seu primeiro trabalho realmente autoral a credencia como artista e dá novo fôlego ao fenômeno de popularidade. Vai virar uma diva da música? Terá estofo para turnê de shows? Conseguirá carreira sólida desvinculada do rótulo de ex-‘BBB’? O tempo dirá. A primeira nota dessa trajetória soa bem.

Curiosidade: no material de divulgação do EP de Juliette enviado à imprensa, Anitta assina a direção artística e musical do álbum com seu nome de batismo, Larissa de Macedo Machado. Trata-se do primeiro grande investimento da cantora de ‘Girl from Rio’ como executiva no mercado musical.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp