Dívida, eliminação, Olimpíada. Ambiente para Daniel Alves é péssimo

“Diferente dos iguais.”

É assim que Daniel Alves se define nas suas redes sociais.

Só no Instagram são 33 milhões e duzentos mil seguidores.

Recordista mundial de títulos, com a conquista da medalha olímpica, há 11 dias, chegou a 43 conquistas.

Mas, aos 38 anos, 21 anos de carreira, Daniel Alves nunca foi xingado, rejeitado, acusado pela própria torcida, como está sendo hoje, dia 18 de agosto de 2021.

Jamais havia sido assim no Bahia, Sevilla, Barcelona, Juventus, Paris Saint-Germain.

A revolta é assustadora.

E os torcedores estão usando argumentos que até conselheiros também repetem junto à diretoria.

O principal jogador do clube, o de salário mais alto no Brasil, o capitão do time, teve uma péssima atuação ontem, na partida mais importante do ano, que valia vaga para a semifinal da Libertadores.

Foi completamente dominado pelo garoto Wesley, de 22 anos. Com idade para ser seu filho.

Daniel Alves foi omisso técnicamente, não participou da partida, não vibrou, não foi o jogador onipresente, com energia para estar presente no campo todo.

A análises de maneira geral apontam para o cansaço.

O jogador/artista de 38 anos não teve tempo de descanso, depois da Olimpíada disputada no Japão. Ele chegou na madrugada da segunda-feira passada, após 18 horas de viagem. Jogou na terça-feira passada, diante do mesmo Palmeiras. Treinou forte a semana toda. Só não enfrentou o Grêmio no sábado. Treinou na segunda-feira, era peça fundamental do time de Crespo no clássico de ontem.

Lento, sem vibração, conformado, cansado. A atuação de Daniel Alves foi assustadora

Lento, sem vibração, conformado, cansado. A atuação de Daniel Alves foi assustadora

CESAR GRECO/PALMEIRAS

Conselheiros influentes no Morumbi insistem com a cúpula do clube que Daniel Alves foi egoísta. Pensou apenas nele, em ganhar a medalha olímpica, em voltar à Seleção Brasileira. Deixou o São Paulo largado à própria sorte. E que o clube poderia ter sido eliminado contra o Racing, nas oitavas.

Lamentam também a falta de visão do presidente Julio Casares que não previu esse óbvio desgaste, cansaço do jogador de 38 anos.

O treinador Hernán Crespo foi apenas avisado que Daniel Alves iria para a Olimpíada. Casares quis agradar o atleta, que não era obrigado a liberar. Muito por conta da dívida de mais de R$ 12 milhões que o São Paulo tem com seu jogador.

A pífia atuação de Daniel Alves não foi por acaso. O desgaste que ele se submeteu foi muito acima do normal. Wesley está longe de ter a técnica do lateral, mas mostrava energia, fôlego. E ainda tinha a cobertura de Renan, excelente zagueiro, de apenas 19 anos.

O ambiente é ruim para Daniel Alves no São Paulo. As pessoas não o enfrentam pessoalmente. Mas as queixas se sucedem. A conquista do Paulista, na qual sequer chegou a jogar a final, não tem compensado as frustrações com o jogador/artista.

Daniel Alves teve a autorização do presidente Casares para a Olimpíada. Crespo só foi avisado

Daniel Alves teve a autorização do presidente Casares para a Olimpíada. Crespo só foi avisado

Daniel Alves também está cansado dos atrasos de salários, das cobranças, das queixas. Por ser um jogador midiático, com repercussão mundial, poderia estar atuando e ganhando mais dinheiro em equipes médias da Europa. Como o Sevilla, que foi o clube que o levou ao Barcelona.

Sem atraso, sem cobrança de torcida organizada, cara feia de conselheiros.

Ele tem contrato até dezembro de 2022.

E multa até lá.

O São Paulo, que deve R$ 600 milhões, tem de pagar R$ 1,5 milhão a cada 30 dias. A multa é contabilizada pelos meses que faltam ao fim do compromisso. Se o jogador quiser sair, ele também tem de pagar o restante do contrato ao São Paulo.

Daniel Alves. R$ 1,5 milhão por mês. Culpa do inseguro Leco e de Raí. Por dois anos e meio

Daniel Alves. R$ 1,5 milhão por mês. Culpa do inseguro Leco e de Raí. Por dois anos e meio

RUBENS CHIRI/SÃO PAULO

Não seria surpresa para ninguém no Morumbi, caso houvesse um rompimento ‘amigável’.

Ainda restam 13 dias para a janela de transferências da Europa fechar.

O resultado da contratação de Daniel Alves é infinitamente menor, diante das expectativas.

Ele jamais foi protagonista nos clubes que atuou.

Pelo contrário.

Um bom coadjuvante.

De Messi e Neymar, por exemplo.

Agora não está suportando a cobrança como protagonista no São Paulo.

Até agora, 12 horas depois da partida, o dreamsinfluencer não postou nada sobre o jogo.

Bem ao contrário de torcedores são paulinos.

E de membros das organizadas.

Que já planejam protesto contra o time.

Contra o seu capitão, camisa 10.

Mas medalha de ouro nas Olimpíadas de Tóquio…

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp