Em nota, prefeito de Cabedelo diz que recebeu com surpresa a denúncia do Ministério Público e que ao ser notificado, apresentará esclarecimentos

O prefeito de Cabedelo, Vitor Hugo Castelliano, disse que recebeu com surpresa a denúncia feita pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) a respeito da Operação Xeque-Mate, em que cita que o atual gestor do município foi escolhido pelo ex-prefeito, Leto Viana, para dar continuidade ao esquema criminoso. De acordo com a nota, Vitor Hugo informou que, ao ser notificado, irá apresentar os esclarecimentos necessários para sua defesa.

Em nota, o prefeito disse que, apesar da surpresa, está “com muita tranquilidade, respeitando e sempre acreditando na Justiça”. Além disso, informou que “assim que for notificado, apresentarei os esclarecimentos necessários e tenho plena convicção da minha inocência”. Com isso, garantiu que seguirá com o seu trabalho no município de Cabedelo.

Conforme a denúncia, que o ClickPB teve acesso, por não ter sido alvo da 1ª fase da Operação Xeque-Mate, mas ter participado do esquema envolvendo fantasmas na Câmara Municipal, fizeram com que Vitor Hugo fosse escolhido por Leto Viana para reorganizar o grupo e assumir interinamente a chefia do poder político de Cabedelo. Para o MPPB, o plano do ex-prefeito Leto Viana foi bem sucedido, uma vez que, além de Vitor Hugo ter assumido o cargo de prefeito de forma provisória, ainda venceu as eleições suplementares de 2019 e as eleições regulares de 2020 para a Prefeitura de Cabedelo.

Ainda de acordo com a denúncia, o ex-prefeito Leto Viana declarou ao Gaeco, conforme Termo de Declarações datado de 7 de maio de 2019, que Victor Hugo recebia, de suas mãos, a quantia mensal de R$ 3 mil. Este dinheiro viria dos desvios que eram feitos no salário dos servidores fantasmas. Além disso, Leto disse que Victor Hugo recebeu R$ 20 mil quando foi eleito vereador para aderir à sua base de apoio na Câmara.

Confira a nota

Recebi com muita surpresa a notícia da denúncia do Ministério Público do Estado da Paraíba, mas também com muita tranquilidade, respeitando e sempre acreditando na Justiça.

Todos os vereadores do Brasil têm direito por lei a seus assessores, assim à época que fui vereador, também tive os meus, que sempre trabalhavam em prol do meu mandato parlamentar.

Assim que for notificado, apresentarei os esclarecimentos necessários e tenho plena convicção da minha inocência.

Por fim, seguirei firme, batalhando para transformar Cabedelo na melhor cidade da Paraíba.

Vitor Hugo Castelliano
Prefeito de Cabedelo

clickpb

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp