Fechamento de 200 lojas em João Pessoa é consequência do abandono do Centro Histórico, diz diretor da CDL

Vestuário, calçados, joias, além de lojas de serviços em geral foram os segmentos que mais fecharam entre os 200 pontos comerciais que tiveram as atividades encerradas ao longo dos últimos anos em João Pessoa. Em entrevista ao ClickPB, o diretor da Câmara de Dirigentes Lojistas João Pessoa (CDL), Josuel Gomes explicou que esse número não é fruto apenas da pandemia. Segundo ele, “com a crise gerada pela Covid-19 houve um agravamento, no entanto, os comerciantes abandonaram o Centro Histórico e migraram para os bairros pelo abandono em que se encontra a região central da Capital”, avaliou.

“Existe um processo natural em que as empresas estão deixando o Centro Histórico para ir aos bairros. Outros exemplos como Olinda e São Luis, os gestores estão fazendo políticas públicas para impedir isso. Ao longo dos anos, o comércio que ficava no Centro de João Pessoa está indo para Mangabeira, Torre e a BR de Cabedelo”, explicou. 

Para Josuel, o Centro precisa ter a devida atenção dos gestores como prioridade. “Essa região está passando por um processo de insegurança, falta de estacionamento, entre outros, como a falta da preservação com casas antigas caindo aos pedaços. Esse cenário de abandono reflete no deserto que foi intensificado na pandemia, mas que já era percebido pelos comerciantes com a falta de fluxo em outros anos. Os turistas não tem onde parar. Precisamos de um projeto de Estado a médio e longo prazo para mudar essa realidade”, disse. 

ClickPb

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp