Fiscalização do Procon-JP notifica 58 postos para apresentação de notas fiscais que justificam aumento nos preços dos combustíveis

Pelo menos 58 postos de combustíveis em João Pessoa foram notificados, nesta semana, pela fiscalização da Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP) para que entreguem notas fiscais da compra dos combustíveis nas distribuidoras e de revenda ao consumidor para análise. Eles têm 72 horas para justificarem os aumentos. Caso contrário poderão ser autuados e multados. O valor da multa varia de R$ 7,8 mil a R$ 100 milhões.

“Nós realizamos toda semana, na quarta-feira, uma pesquisa de preço de combustível, independente de haver aumento ou não. No dia 12 de agosto, foi anunciado o aumento oficial na Petrobrás. Da semana anterior até a semana posterior a esse aumento já houve um aumento verificado nas bombas de combustíveis”, comentou em conversa com o ClickPB.

Rougger Guerra ainda informou que ao longo desta semana, o Procon-JP recebeu várias reclamações de consumidores sobre novo aumento em inúmeros postos sem anúncio de novo aumento oficial. “Então nós realizamos nova rodada de pesquisa na quarta-feira e notificamos todos os postos que aumentaram na última semana sem aumento oficial correspondente que foram esses 58 para justificarem o porquê do aumento”, frisou.

De acordo com o órgão, o aumento no preço dos combustíveis foi percebido através das pesquisas comparativas semanais realizadas pelo Procon-JP, que comparou os valores em relação aos dias 11 e 18 de agosto. Os postos notificados têm o prazo de 72h, a partir da data do recebimento do documento, para apresentação das notas fiscais de compra nas distribuidoras e as de revenda dos produtos ao consumidor.

clickpb

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp