Fla. Ingressos caríssimos para a volta do público. R$ 140 a R$ 500!

São Paulo, Brasil

11 de março de 2020.

Há um ano três meses e três semanas, o Flamengo não tem torcida paga nos seus jogos. O último foi contra o Barcelona de Guayaquil.

63.446 rubros-negros lotaram o Maracanã, pela segunda rodada do grupo A, na Libertadores.

A arrecadação chegou a R$ 4.411.842,50.

O dinheiro das bilheterias sempre foi um dos pilares administrativos do clube mais popular do Brasil.

Cálculos na Gávea mostram que o clube deixou de arrecadas cerca de R$ 110 milhões por conta da pandemia. Juntando arrecadação com a fuga de sócios-torcedores.

Por isso, o presidente Rodolfo Landim foi quem mais brigou pela volta do futebol na pandemial. E agora foi o pioneiro dirigente brasileiro a conseguir a volta dos torcedores pagantes no país.

Landim aproveitou a liberação da Conmebol e a ligação fraternal com o governador de Brasília, Ibaneis Rocha. E levou a partida contra o Defensa y Justicia, pelas oitavas-de-final da Libertadores, para o Distrito Federal. Ele acreditava que conseguiria a liberação de 15 mil flamenguistas. A libertação teve três mil a mais, 18 mil torcedores.

Todos só entrarão no estádio se tiverem tomado as duas doses da vacina contra a Covid-19 ou a dose única. Ou ainda apresentarem exames negativados da doença.

O Flamengo conseguiu 25% da capacidade do estádio Mané Garrincha.

Mas Landim decidiu aproveitar a saudade dos torcedores de assistirem, ‘in loco’ às partidas do clube. E o preço dos ingressos será altíssimo.

Entre R$ 140,00 a R$ 500,00. A venda começou hoje, no início da tarde. As vendas estão indo muito bem. E há a certeza que os 18 mil ingressos serão vendidos.

A direção do Flamengo está entusiasmada.

E empenhada.

Quer que a direção de outros clubes grandes do país ajudem a pressionar a cúpula da CBF. Para que aceite o retorno paulatino do público aos estádios. Como a Conmebol já autorizou na Libertadores e Copa Sul-Americana.

Landim quer torcedores no Brasileiro e na Copa do Brasil.

A direção da CBF está muito tentada a ceder.

E os torcedores que se preparem.

Se depender do Flamengo, os preços serão altíssimos…

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp