Governo garante segurança alimentar na pandemia com programas ‘Prato Cheio’ e ‘Tá na Mesa’ para população carente, diz Tibério Limeira

Aumento de refeições, distribuição de cestas básicas para alunos da rede pública, compra de alimentos da agricultura familiar, ampliação do cartão alimentação e os dois projetos de segurança alimentar: ‘Prato Cheio’ e ‘Tá na Mesa’. Segundo o secretário de Desenvolvimento Humano da Paraíba, Tibério Limeira, em entrevista ao programa Arapuan Verdade, nesta sexta-feira (18) essas ações garantem que a fome não atinja os paraibanos mais carentes em meio à tragédia sanitária da pandemia.

O programa “Tá na mesa” destina mais de 552.200 almoços por mês, repassados para a população pelo preço de R$ 1,00. Um investimento do tesouro Estadual que ultrapassa R$ 4 milhões mensais. A ação de caráter emergencial, promove assistência alimentar, pelo período de no mínimo três meses, aos segmentos mais vulneráveis da população em 83 municípios paraibanos onde não há Restaurantes Populares. Confira os restaurantes convocados na primeira chamada aqui.

O edital prevê o fornecimento de 250 alimentações diárias para 54 municípios que possuem entre 10 mil e 20 mil habitantes; e de 400 alimentações diárias em 29 municípios com população acima de 20 mil habitantes. O programa fomenta a rede de comércio de alimentação dos municípios e toda a cadeia de abastecimento que fornecem suprimentos a esses comércios, como os produtores rurais e orgânicos, os produtores de descartáveis e as rede atacadista de distribuição de alimentos.

“Até o momento 72 restaurantes estão inscritos e a seleção já está finalizada. Haverá uma segunda chama de 11 municípios que perderam os prazos. É um programa que se assemelha aos restaurantes populares. Então, quem tem a necessidade do alimento e entra numa fila é porque tem a necessidade ao alimento. O critério será a ordem de chegada”, explicou.

Já o projeto emergencial Prato Cheio, executado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh), serve três refeições diárias nas praças centrais de Campina Grande, Patos e Guarabira, onde são servidas mais de 5,2 mil refeições. Em João Pessoa, mais de 4 mil refeições – café, almoço e janta, são distribuídas no Largo da Igreja de São Francisco, na orla de Manaíra e em Cabo Branco.

clickpb

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp