HU de João Pessoa dá alta médica a mais cinco pacientes curados da covid-19

Num clima de muita esperança e celebração da vida, mais cinco pacientes que estavam internados no Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW-UFPB/Ebserh) para tratamento da covid-19 tiveram alta médica nesta terça-feira (30). Balanço da instituição, referente a 2020, mostra que cerca de 75% dos usuários internados para tratamento de infecção pelo coronavírus evoluem bem e têm alta médica.

Com idades que variam entre 60 e 75 anos, sendo três homens e duas mulheres, todos os pacientes que tiveram alta nesta terça-feira são moradores de João Pessoa. Dois chegaram a ir para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas não foram intubados. Os usuários estavam internados na enfermaria da Ala Covid-19 do HULW e deixaram o hospital-escola da Universidade Federal da Paraíba no período da tarde.

Marconiézio de Sousa, 63 anos, é natural de Campina Grande, mora há mais de 30 anos na capital paraibana e agora entra para o rol das pessoas que foram curadas da covid-19. “Graças a meu pai do céu! Minha gratidão a todos que me acompanharam”, comentou Marconiézio, que ficou dez dias internado no Lauro Wanderley.

Para marcar a alta coletiva, colaboradores do HULW fizeram uma homenagem aos pacientes. O fisioterapeuta Alexandre Magno, que está há cerca de 30 dias atuando na linha de frente do HULW (após ter sido aprovado em um processo seletivo para contratação temporária pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares – Ebserh), participou desse momento especial, cantando para os usuários que deixavam a unidade de saúde.

“Acompanhar esse momento preenche nosso coração de alegria. Aqui na enfermaria da Ala Covid-19 a gente tenta, o máximo possível, fazer com que o paciente não vá a uma intubação. Melhor ainda é saber que ele vai receber alta, saindo daqui para casa”, disse. Para Alexandre Magno, é muito bom saber que a missão foi cumprida. “É muita gratidão”

Dados mais recentes do Sistema de Informação Hospitalar do SUS (SIH/SUS) mostram que, entre abril e dezembro de 2020, o HULW registrou 168 internações para tratamento de infecção pelo coronavírus. Desse total, 75,6% dos pacientes internados com covid-19 tiveram alta médica; 24,4% não resistiram e morreram em decorrência da doença. Os números são preliminares, sujeitos a correções. As informações referentes a 2021 encontram-se em processamento e ainda não aparecem no sistema.

Assessoria

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp