Paraibano Marcelo Queiroga pode não assumir o ministério da Saúde na próxima semana: “Bolsonaro não sabe o que fazer com Pazzuelo”

O cardiologista Marcelo Queiroga, o quase novo ministro da Saúde, foi indicado ao cargo na última segunda-feira (15) e permanece sem nomeação oficializada no Diário Oficial da União. Para assumir o posto, Queiroga precisa se desvincular de empresas onde trabalha, conforme dita a norma legal.

De acordo com o jornalista George Marques, repórter do Mídia Ninja, não está confirmado que o médico paraibano Marcelo Queiroga irá assumir o ministério na próxima terça-feira (23). Segundo o jornalista, o presidente Jair Bolsonaro e os militares ainda não sabem o que fazer com Eduaro Pazzuelo.

“O presidente quer mantê- lo em algum cargo com status de ministro. Teme que se o general perder o foro um um juiz 1ª instância não irá perdoá-lo.” escreveu o jornalista em seu Twitter.

George também citou que  Marcelo Queiroga é sócio da clínica de cardiologia Hemocard, um centro de diagnóstico de doenças cardiovasculares e para assumir o cargo público semana que vem precisa se desvincular às pressas da empresa, o que segundo informações ainda não fez.

Queiroga é o quarto indicado à pasta desde que a pandemia foi decretada no país. O presidente Jair Bolsonaro confirmou o aceite do cardiologista em conversa com apoiadores na saída do Palácio do Planalto, no início da semana.

WhatsApp Image 2021 03 20 at 16.14.59 - Paraibano Marcelo Queiroga pode não assumir o ministério da Saúde na próxima semana: “Bolsonaro não sabe o que fazer com Pazzuelo”

Polêmica Paraíba

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp